Últimos comentários

Agradeço pelo seu comentário a respeito ...

06/08/2012 @ 19:07:08
por Admin


...

24/03/2012 @ 20:00:15
por Luciano Souza dos Santos


Segundo Santo Agostinho, Bispo e Doutor ...

20/03/2012 @ 01:02:56
por LUCIANO SOUZA DOS SANTOS


Deus tendo misericórdia da humanidade escolheu ...

20/03/2012 @ 00:29:12
por LUCIANO SOUZA DOS SANTOS


Música lindíssima. Obrigada por ter postado. ...

17/03/2012 @ 21:03:37
por sonia saouza


Calendárioxxx

Dezembro 2009
DomSegTerQuaQuiSexSab
 << <Out 2014> >>
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Anúncio

Quem está conectado?

Membro: 0
Visitantes: 2

rss Sindicação

Links

    Visualização dos artigos postados: Janeiro 2001

    Bom dia São José, que o amor de Cristo a proteja









    O meu mandamento é este: amem uns aos outros como eu amo vocês.


    PENSAMENTO DO DIA


    Quantas alegrias são pisadas e esmagadas porque as pessoas levantam os olhos para o céus e são indiferentes ao que está a seus pés.




    Admin · 84 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria
    19 Maio 2012

    PROGRAMA PARANÁ ALFABETIZADO EM SÃO JOSÉ









    PROGRAMA PARANÁ ALFABETIZADO EM SÃO JOSÉ



    O Paraná Alfabetizado é um projeto de extensão do Brasil Alfabetizado do Governo Federal. É voltado para as pessoas que nunca tiveram a oportunidade de estudar. Assim elas podem participar do projeto, aprendendo desta forma a ler e a escrever.



    Muitas pessoas ainda temem voltar estudar, alegando não ter mais idade para isto, outros, já escondem sua escolaridade por vergonha.







    São muitos os que precisam ser alfabetizados, mas poucos os que procuram uma escola para fazer sua inscrição, ou, se algum alfabetizador aparece para inscrevê-lo logo de cara ele descarta a possibilidade, alegando já ser alfabetizado.



    São José das Palmeiras quer reverter essa situação e para isso, aderiu o Programa Paraná Alfabetizado, oferecendo a oportunidade a essas pessoas que por um motivo o outro não estudaram.







    O Programa Paraná Alfabetizado em São José das Palmeiras, conta com 52 alunos, distribuídos em 4 turmas. É coordenado pela professora Lisete Morais e aplicado pelas professoras, Amélia Ianegitz Borba, Tânia da Silva Ferreira e Fátima Terezinha F. de Almeida.





    FOTOS DOS ALUNOS DO PARANÁ ALFABETIZADO 2012





























    Admin · 123 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    18 Maio 2012

    Mensagem de parabéns - Kamyla Morais -






    Mensagem de parabéns e felicidade do nosso blog para a aniversariante







    KAMYLA MORAIS
    17 de Maio de 2012






    Que DEUS te abençoe, enchendo sua vida de paz, saúde e alegria;
    E mesmo nos momentos mais difíceis e inevitáveis, você possa contar com ELE que é o verdadeiro amigo de todas as horas.

    E se os degraus da vida forem difíceis de subir, segura na mão Dele que com certeza, encontrarás forças necessárias para prosseguir na sua caminhada de vida.





    fotos do aniversário

















    Admin · 111 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens, Imagens
    18 Maio 2012

    Bom dia São José, que seu dia seja de paz e harmonia









    O meu mandamento é este: amem uns aos outros como eu amo vocês.



    PENSAMENTO DO DIA



    "Não peço riquezas nem esperanças, nem amor, nem um amigo que me compreenda. Tudo o que eu peço é um céu sobre mim e um caminho a meus pés."





    Admin · 85 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria
    18 Maio 2012

    Curso para as Lideranças em São José das Palmeiras.







    Curso para as Lideranças em São José das Palmeiras


    PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LIDERANÇA




    Nos dias 15 e 16 de maio, iniciou-se em São José das palmeiras um curso com o tema PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LIDERANÇA, tendo como responsável pela organização, a Secretaria Municipal de Assistência Social, em parceria com a Secretaria Municipal da Agricultura e SENAR-PR, tendo como público alvo as diversas lideranças do Município.










    O curso acontecerá em quatro etapas, sendo ministrado, pelo instrutor do SENAR-PR - Edson Boles Batista.

    A primeira etapa:

    Nos dias 15 e 16 de maio.

    A segunda etapa:
    Nos dias 29 e 30 de maio.

    A terceira etapa:

    Nos dias 13 e 14 de junho.

    E a última etapa nos dias 26 e 27 de junho.











    O Instrutor do SENAR-PR - Edson Boles Batista destacou que o curso tem por objetivo “Instrumentalizar os participantes a desenvolverem a liderança de uma maneira mais eficaz, dentro das Instituições que atuam.”.


    De acordo com o instrutor Edson Boles Batista, neste primeiro momento foram abordados os aspectos da Liderança.
    Os próximos encontros serão abordadas, as ações da Liderança e Trabalho do Perfil de Liderança.
    O curso terá continuação e depois os participantes serão convidados a participar do curso de Comunicação Escrita e para finalizar o curso de Oratória.




    O SENAR










    O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - SENAR - foi criado pela Lei 8.315 de 23 de dezembro de 1991, nos termos do Artigo 62 do Ato das Disposições Constitucionais Transitório, que determinou sua criação nos moldes do SENAI e SENAC e regulamentado pelo Decreto nº 566, de 10 de junho de 1992. É uma Instituição de direito privado, paraestatal, mantida com recursos provenientes da contribuição compulsória sobre a comercialização de produtos agrossilvipastoris vinculada à Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA e dirigida por um Conselho Deliberativo, de composição tripartite e paritária, composto por representantes do governo, da classe patronal rural e da classe trabalhadora, com igual número de conselheiros.






    Fotos dos participantes do curso em São José


























    Admin · 113 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens, Imagens
    17 Maio 2012

    Crianças de São José participam do Circo







    Crianças de São José participam do Circo











    A alegria do mundo mágico do circo invadiu e contagiou as crianças e adultos que participam do EJA (Educação Jovens e Adultos) do município de São José das Palmeiras, na última quarta-feira (16). As crianças de diversas idades participaram com entusiasmo, se divertiram e passaram momentos alegres e descontraídos.









    O Circo MÁGICO JUBANI de Santa Catarina é composto por 5 pessoas, todas da mesma família. Neles podemos observar a harmonia existente entre pai, mãe e filhos que trabalham levando a alegria por onde passam.


















    Homenagem do nosso blog a essas pessoas maravilhosas que contribuem para que a alegria do circo seja difundida e preservada.









    Fotos do evento circense


























    Admin · 162 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    17 Maio 2012

    Convenção sobre os Direitos da Criança completa 21 anos





    Convenção sobre os Direitos da Criança completa 21 anos







    — registrado em: direitos, datas comemorativas, Convenção sobre os Direitos da Criança, ONU (Organização das Nações Unidas), infância e juventude



    A Convenção sobre os Direitos da Criança, adotada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 20 de novembro de 1989, está completando 21 anos. A necessidade de proporcionar à criança uma proteção especial já havia sido anunciada pela Declaração de Genebra de 1924 sobre os Direitos da Criança e pela Declaração dos Direitos da Criança adotada pela Assembléia Geral da ONU, em 20 de novembro de 1959. Esta última dizia que "em virtude de sua falta de maturidade física e mental, a criança necessita de proteção e cuidados especiais, inclusive a devida proteção legal, tanto antes quanto após seu nascimento";



    A ONU reconheceu que as crianças devem crescer junto de suas famílias, em um ambiente de felicidade, amor e compreensão para que tenham um desenvolvimento harmonioso de sua personalidade. E para que sejam preparadas para uma vida independente na sociedade, devem ser educadas com um espírito de paz, dignidade, tolerância, liberdade, igualdade e solidariedade.



    A Convenção sobre os Direitos da Criança levou em conta que em todos os países do mundo existem crianças vivendo em condições muito difíceis e que elas necessitam de atenção. Para ajudá-las é preciso respeitar suas tradições e valores culturais, sem fazer distinção de sexo, idioma, crença, opinião política, origem nacional, étnica ou social, posição econômica, deficiências físicas, nascimento ou qualquer outra condição da criança ou de seus pais.







    A Convenção considera como criança todos os menores de 18 anos e a eles reconheceu os seguintes direitos:






    Direito à vida

    Toda criança tem direito à vida e deve ter sua sobrevivência e o desenvolvimento assegurados pelo Estado. Deverá ser protegida contra toda forma de discriminação ou castigo por causa da condição, das atividades, opiniões ou crenças de seus pais ou familiares.



    Tem direito a um nível de vida adequado ao seu desenvolvimento físico, mental, espiritual, moral e social. O Estado deverá ajudar os pais e outras pessoas responsáveis por ela a tornar efetivo esse direito e, quando necessário, proporcionar assistência material e programas de apoio, especialmente no que diz respeito à nutrição, ao vestuário e à habitação.


    O Estado tomará medidas para assegurar o pagamento da pensão alimentícia por parte dos pais ou de outras pessoas financeiramente responsáveis pela criança, quer residam no país ou no exterior.



    Direito à identidade e ao convívio familiar

    Toda criança será registrada imediatamente após seu nascimento e terá direito, desde o momento em que nasce, a um nome, uma nacionalidade e, na medida do possível, a conhecer seus pais e a ser cuidada por eles.



    O Estado deverá zelar para que a criança não seja separada dos pais contra a vontade deles, exceto quando, sujeita à revisão judicial, as autoridades competentes determinarem, em conformidade com a lei e os procedimentos legais cabíveis, que tal separação é necessária ao interesse maior da criança. Tal determinação pode ser necessária em casos específicos, por exemplo, se a criança sofre maus tratos ou descuido por parte dos pais, ou quando estes vivem separados e uma decisão deve ser tomada a respeito do local da residência da criança.



    O Estado respeitará o direito da criança separada de um ou de ambos os pais de manter regularmente relações pessoais e contato com ambos, a menos que isso seja contrário ao interesse dela.



    Toda solicitação apresentada por uma criança, ou por seus pais, para ingressar ou sair de um país, visando reunir-se com a família, deverá ser atendida de forma positiva, humanitária e rápida. Quando os pais residirem em países diferentes, ela terá o direito de manter, periodicamente, relações pessoais e contato direto com ambos, exceto em circunstâncias especiais. Os países adotarão medidas para lutar contra a transferência e retenção ilegal de crianças no exterior.



    As crianças privadas temporária ou permanentemente de sua família terão direito à proteção e à assistência especiais do Estado, o que pode incluir a sua colocação em lares de adoção ou, se necessário, em instituições adequadas de proteção a crianças. Ao serem consideradas as soluções, deve-se dar especial atenção à origem étnica, religiosa, cultural e lingüística da criança, bem como a continuidade de sua educação. Nos casos de adoção os Estados atentarão para o interesse maior da criança.



    Direito à liberdade de expressão e associação

    A criança que é capaz de formular seus próprios pontos de vista tem o direito de expressar suas opiniões livremente sobre todos os assuntos relacionados a ela, e tais opiniões devem ser consideradas em função da sua idade e maturidade.



    Ela deverá ter a oportunidade de ser ouvida, quer diretamente ou por meio de um representante, em todo processo judicial ou administrativo que a afete. Terá direito à liberdade de expressão, incluindo a liberdade de procurar, receber e divulgar informações e idéias de todo tipo, independentemente de fronteiras, de forma oral, escrita ou impressa, por meio das artes ou de qualquer outro meio escolhido por ela.



    As crianças têm direito de se associarem livremente e realizar reuniões pacíficas. O Estado deve reconhecer os direitos delas à liberdade de associação, de pensamento, de consciência e descrença, e respeitar os direitos e deveres dos pais e, se for o caso, dos representantes legais, de orientá-las em relação ao exercício de seus direitos, de acordo com a evolução de sua capacidade.








    Direito à informação

    O Estado deve reconhecer a função importante desempenhada pelos meios de comunicação e zelar para que a criança tenha acesso a informações e materiais procedentes de diversas fontes nacionais e internacionais, especialmente aqueles que visem promover seu bem-estar social, espiritual e moral e sua saúde física e mental. Para tanto, incentivará os meios de comunicação a difundirem informações e materiais de interesse social e cultural para a criança; promoverá a cooperação internacional na produção, no intercâmbio e na divulgação dessas informações procedentes de diversas fontes culturais; incentivará a produção e a difusão de livros para crianças e os meios de comunicação para que considerem as necessidades lingüísticas da criança que pertença a um grupo minoritário ou que seja indígena.






    Direito à Educação

    A criança tem direito à educação e, a fim de que possa exercer em igualdade de condições esse direito, o Estado deverá: tornar o ensino primário obrigatório e gratuito para todos; estimular o desenvolvimento do ensino secundário, inclusive o profissionalizante, tornando-o disponível e acessível a todas as crianças pela gratuidade ou concessão de assistência financeira; tornar o ensino superior acessível a todos, assim como a informação e a orientação educacional e profissional; estimular a freqüência regular às escolas e a redução do índice de evasão escolar. Os pais têm obrigações comuns em relação à educação e o desenvolvimento da criança.



    Os países deverão contribuir para a eliminação da ignorância e do analfabetismo no mundo e facilitar o acesso aos conhecimentos científicos e técnicos e aos métodos modernos de ensino. As disciplinas escolares deverão: ser ministradas de maneira compatível com a dignidade humana e desenvolver a personalidade, as aptidões e a capacidade mental e física; imbuir o respeito aos direitos humanos, às liberdades fundamentais, aos pais, à identidade cultural própria, ao idioma, aos valores nacionais do país onde reside a criança, aos do seu eventual país de origem, e aos das civilizações diferentes da sua; preparar a criança para assumir uma vida responsável em uma sociedade livre, com espírito de compreensão, paz, tolerância, igualdade de sexos e amizade entre todos os povos, grupos étnicos, nacionais e religiosos, e pessoas de origem indígena; imbuir o respeito ao meio ambiente.






    Direito à honra e privacidade

    Nenhuma criança poderá sofrer interferências arbitrárias ou ilegais em sua vida particular, sua família, seu domicílio, ou sua correspondência, nem atentados ilegais a sua honra e reputação, e terá direito à proteção da lei contra essas interferência ou atentados.











    Direito ao refúgio

    A criança que tente obter a condição de refugiada, ou que seja considerada como refugiada, deve receber, tanto no caso de estar sozinha como acompanhada por seus pais ou qualquer outra pessoa, a proteção e a assistência humanitária adequada para que possa usufruir dos direitos enunciados na Convenção sobre os direitos da criança. Para tanto, os países cooperarão no sentido de proteger e ajudar a criança refugiada a localizar seus pais ou outros membros de sua família, obtendo informações que permitam sua reunião com a família. Quando não for possível localizar nenhum dos pais ou familiares, será concedida à criança a mesma proteção dada a qualquer outra criança privada permanente ou temporariamente de seu ambiente familiar.






    Direito dos portadores de deficiência a cuidados especiais

    A criança portadora de deficiências físicas ou mentais deverá desfrutar de uma vida plena e decente, em condições que garantam sua dignidade, favoreçam sua autonomia e participação ativa na comunidade. Ela tem direito a receber cuidados especiais, sempre que possível gratuitos, que lhe assegurem acesso efetivo à educação, à capacitação, aos serviços de reabilitação, à preparação para o emprego, às oportunidades de lazer, à mais completa integração social possível e ao maior desenvolvimento cultural e espiritual.





    Direito à saúde

    As crianças têm direito a gozar do melhor padrão possível dos serviços destinados ao tratamento das doenças e à recuperação da saúde. Os países adotarão medidas para: reduzir a mortalidade infantil; assegurar a prestação de assistência médica e cuidados sanitários necessários a todas as crianças; combater as doenças e a desnutrição com o fornecimento de alimentos nutritivos e água potável; assegurar que os pais e as crianças conheçam os princípios básicos de saúde e nutrição, as vantagens da amamentação, da higiene e do saneamento ambiental, das medidas de prevenção de acidentes, e que recebam apoio para a aplicação desses conhecimentos;



    Criança que tenha sido internada em um estabelecimento pelas autoridades competentes para fins de atendimento, proteção ou tratamento de saúde física ou mental tem direito a um exame periódico de avaliação do tratamento ao qual está sendo submetida e de todos os demais aspectos relativos à sua internação.



    Todas as crianças têm direito de usufruir da previdência e do seguro social. Os benefícios devem ser concedidos levando-se em consideração os recursos e a situação da criança e das pessoas responsáveis pelo seu sustento.






    Direito à diversidade

    Nos países onde existam minorias étnicas, religiosas ou lingüísticas, ou pessoas de origem indígena, não será negado a uma criança que pertença a tais minorias ou que seja de origem indígena o direito de, em comunidade com os demais membros de seu grupo, ter sua própria cultura, professar ou praticar sua própria religião ou utilizar seu próprio idioma.






    Direito ao lazer

    A criança tem direito ao descanso e ao lazer, ao divertimento e às atividades recreativas próprias da idade, bem como à livre participação na vida cultural e artística.






    Direito à proteção

    Violência, negligência, abuso e exploração - Os países adotarão medidas legislativas, administrativas, sociais e educacionais apropriadas para proteger a criança contra todas as formas de violência física ou mental, abuso ou tratamento negligente, maus-tratos ou exploração, inclusive abuso sexual, enquanto a criança estiver sob a custódia dos pais, do representante legal ou de qualquer outra pessoa responsável por ela.



    O Estado compromete-se a proteger a criança contra todas as formas de exploração e abuso sexual e impedir o seu seqüestro, venda ou tráfico. Também adotará medidas para sua recuperação física e psicológica e a reintegração social de crianças vítimas de qualquer forma de abandono, exploração, abuso, tortura, tratamentos ou penas cruéis, desumanos e degradantes, ou conflitos armados.



    Conflito armado - Em casos de conflito armado os países devem assegurar que menores de 15 anos de idade não participem diretamente de hostilidades. Caso recrutem pessoas que tenham completado 15 anos mas que tenham menos de 18 anos, deverão procurar dar prioridade para os de mais idade. Durante os conflitos armados, os países devem proteger e cuidar das crianças afetadas.



    Trabalho infantil - A criança tem o direito de estar protegida contra a exploração econômica e o desempenho de qualquer trabalho que possa ser perigoso ou interferir em sua educação, ou que seja nocivo para sua saúde ou seu desenvolvimento físico, mental, espiritual, moral ou social.



    Uso de drogas - O Estado adotará medidas para proteger a criança contra o uso de drogas e substâncias psicotrópicas e impedir que elas sejam utilizadas na produção e no tráfico ilícito dessas substâncias.







    Prisões e penas arbitrárias - O Estado zelará para que: nenhuma criança seja submetida à tortura e outros tratamentos ou penas cruéis, desumanos ou degradantes; os menores de 18 anos não sejam condenados a pena de morte ou a prisão perpétua; nenhuma criança seja privada de sua liberdade de forma ilegal ou arbitrária; a detenção, a reclusão ou a prisão de uma criança sejam efetuadas em conformidade com a lei e apenas como último recurso, e durante o mais breve período de tempo; toda criança privada da liberdade seja tratada com humanidade, respeito e dignidade; quando privada de sua liberdade, fique separada dos adultos, tenha direito de manter contato com sua família por meio de correspondência ou de visitas, e rápido acesso à assistência jurídica e a qualquer outra assistência adequada.



    Toda criança acusada, ou declarada culpada, de infringir as leis penais tem o direito de ser tratada de modo a estimular seu sentido de dignidade e valor, e fortalecer-lhe o respeito pelos direitos humanos e pelas liberdades fundamentais de terceiros, levando em consideração a sua idade e a importância de estimular sua reintegração e seu desempenho construtivo na sociedade.



    Toda criança acusada de infração penal deve gozar das seguintes garantias: ser considerada inocente enquanto não for comprovada sua culpabilidade conforme a lei; ser informada sem demora e diretamente, ou por intermédio de seus pais ou representantes legais, das acusações que pesam contra ela, e dispor de assistência jurídica para a preparação e a apresentação de sua defesa; ter a causa decidida sem demora por autoridade ou órgão judicial competente, independente e imparcial, em audiência justa conforme a lei e com assistência jurídica; não ser obrigada a testemunhar ou declarar-se culpada, e poder interrogar as testemunhas de acusação, bem como poder obter a participação e o interrogatório de testemunhas em sua defesa, em igualdade de condições; se for decidido que infringiu as leis penais, ter essa decisão submetida à revisão por autoridade ou órgão judicial superior competente, independente e imparcial, de acordo com a lei; ter plenamente respeitada sua vida privada durante todas as fases do processo;



    Os países deverão criar leis, procedimentos, autoridades e instituições específicas para as crianças de quem se alegue ter infringido as leis penais ou que sejam acusadas ou declaradas culpadas de tê-las infringido, e em particular: estabelecimento de uma idade mínima antes da qual se presumirá que a criança não tem capacidade para infringir as leis penais; a adoção, sempre que conveniente e desejável, de medidas para tratar dessas crianças sem recorrer a procedimentos judiciais, contanto que sejam respeitados plenamente os direitos humanos e as garantias legais.


    Diversas medidas, tais como ordens de guarda, orientação e supervisão, aconselhamento, liberdade vigiada, colocação em lares de adoção, programas de educação e formação profissional, bem como alternativas à internação em instituições, deverão estar disponíveis para garantir que as crianças sejam tratadas de modo apropriado ao seu bem-estar e de forma proporcional às circunstâncias e ao tipo de delito.







    Admin · 85 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    16 Maio 2012

    O perigo esta presente num simples refrigerante






    Coca-Cola Zero é proibida nos EUA. E no Brasil, sete refrigerantes têm substância cancerígena.





    >


    Coca-Cola Zero, Sukita Zero, Fanta Light, Dolly Guaraná, Dolly Guaraná Diet, Fanta Laranja, Sprite Zero e Sukita. Oito bebidas e duas substâncias altamente nocivas ao ser humano. Na Coca-cola Zero, está o ciclamato de sódio, um agente químico que reconhecidamente faz mal à saúde. Nos outros sete refrigerantes, está o benzeno, uma substância potencialmente cancerígena.



    Essa é a mais recente descoberta que vem sendo publicada na mídia e que só agora chega aos ouvidos das maiores vítimas do refrigerante: os consumidores. A pergunta que vem logo à mente é: “por que só agora isso está sendo divulgado?”. E, pior: “se estes refrigerantes fazem tão mal à saúde, por que sua venda é permitida?”.



    Nos Estados Unidos da América, a Coca-Cola Zero já é proibida pelo F.D.A. (Federal Drugs Administration), mas sua venda continua em alta nos países em desenvolvimento ou não desenvolvidos, como os da Europa Oriental e América Latina. O motivo é o baixo custo do ciclamato de sódio (10 dólares por quilo) quando comparado ao Aspartame (152 dólares/Kg), substância presente na Coca-Cola Light. O que isso quer dizer? Simplesmente que mesmo contendo substância danosa à saúde, a Coca Zero resulta num baixo custo para a companhia, tendo por isso uma massificação da propaganda para gerar mais vendas.





    Não basta o cigarro?



    E a ironia não para por aí. Para quem se pergunta sobre os países desenvolvidos, aqui vai a resposta: no Canadá, no Reino Unido e na maioria dos países europeus, a Coca-Cola Zero não tem ciclamato de sódio. A luta insaciável pelos lucros da Coca-Cola Company são mais fortes nos países pobres, até porque é onde menos se tem conhecimento, ou se dá importância, a essa informações.



    No Brasil, o susto é ainda maior. Uma pesquisa realizada pela Pro Teste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor – verificou a presença do benzeno em índices alarmantes na Sukita Zero (20 microgramas por litro) e na Fanta Light (7,5 microgramas). Já nos refrigerantes Dolly Guaraná, Dolly Guaraná Diet, Fanta Laranja, Sprite Zero e Sukita, o índice de benzeno estava abaixo do limite de 5 microgramas por litro.



    Só para se ter uma ideia, o benzeno está presente no ambiente através da fumaça do cigarro e da queima de combustível. Agora, imagine isso no seu organismo ao ingerir um dos refrigerantes citados. Utilizado como matéria-prima de produtos como detergente, borracha sintética e náilon, o benzeno está relacionado a leucemias e ao linfoma. Contudo, apesar de seus malefícios, o consumo da substância não significa necessariamente que a pessoa terá câncer, pois cada organismo tem seu nível de tolerância e vulnerabilidade.





    Corantes e adoçantes



    Na mesma pesquisa da Pro Teste, constatou-se que as crianças correm um grande risco, pois foram encontrados adoçantes na versão tradicional do Grapette, não informados no rótulo. Nos refrigerantes Fanta Laranja, Fanta Laranja Light, Grapette, Grapette Diet, Sukita e Sukita Zero, foram identificados os corantes amarelo crepúsculo, que favorece a hiperatividade infantil e já foi proibido na Europa, e o amarelo tartrazina, com alto potencial alérgico.



    Enquanto a pesquisa acusa uma urgente substituição dos corantes por ácido benzóico, por exemplo, a Coca-Cola, que produz a Fanta, defende-se dizendo que cumpre a lei e informa a presença dos corantes nos rótulos das bebidas. A AmBev, que fabrica a Sukita, informou que trabalha “sob os mais rígidos padrões de qualidade e em total atendimento à legislação brasileira”.



    Por fim, a Refrigerante Pakera, fabricante do Grapette, diz que a bebida pode ter sido contaminada por adoçantes porque as duas versões são feitas na mesma máquina e algum resíduo pode ter ficado nos tanques.



    Quando será o fim dessa novela e da venda dos refrigerantes que contém substâncias nocivas à saúde, ninguém sabe. Mas enquanto os fabricantes deixam a ética e o respeito ao cidadão de lado em busca do lucro exacerbado, você tem a liberdade de decidir entre tomar esse veneno ou preservar a qualidade do seu organismo. Agora, é com você!





    Fonte: Núcleo de Notícias







    Admin · 115 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    15 Maio 2012

    Viver o Hoje - Sonia Souza













    Hoje,

    Mire-se no espelho

    E veja

    Que a imagem refletida

    Que lhe sorri com alegria

    É linda,

    É perfeita,

    É maravilhosa

    É criação de Deus...





    Hoje,

    Fala para você mesma que tudo vai dar certo,

    Se tropeçar e cair

    Deus te levanta e carrega nos braços,

    Se chorar

    Deus enxuga seus olhos

    Se sua cruz for pesada demais

    Deus lhe alivia o peso dela

    Se desviar o Caminho do bem

    Deus te reconduz...





    Hoje,

    Lembre-se que você é único,

    A cada dia o sol nasce para aquecer e iluminar

    O ser maravilhoso que é você...





    Hoje,

    Volta-se para Deus,

    Converta-se,

    Corresponda ao amor de Deus

    Deixa ser guiado por Ele





    Hoje

    Tenha essa certeza,

    O amor e a bondade de Deus refletem e estão em você

    Leve esse dom dado de Deus a todos...






    Sonia Souza




    Admin · 105 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    15 Maio 2012

    Homenagem do bloguinho ao dia das MÃES




    Se desejar ouvir e guardar a musica – CLIQUE NO BOTÃO ACIMA

    Como é grande meu amor por você Mãe

    Uma linda musica de Oswaldo Montenegro , faça o download e guarde esta linda lembrança.

    Que Deus abençoe estas mulheres fantásticas que se intitulam MÃES.





    Mãe, criação de Deus!


    No dia em que Deus criou as mães (e já vinha virando dia e noite ha seis dias), um anjo apareceu-lhe e disse:



    Por que esta criação está lhe deixando tão inquieto senhor?



    E o Senhor Deus respondeu-lhe:



    Você já leu as especificações desta encomenda?



    Ela tem que ser totalmente lavável, mas não pode ser de plástico.



    Deve ter 180 partes moveis e substituíveis, funcionar a base de café, e sobras de comida.



    Ter um colo macio que sirva de travesseiro para as crianças.



    Um beijo que tenha o dom de curar qualquer coisa, desde um ferimento até as dores de uma paixão, e ainda ter seis pares de mãos.



    O anjo balançou lentamente a cabeça e disse-lhe:



    Seis pares de mãos Senhor? Parece impossível ?



    Mas o problema não é esse, falou o Senhor Deus e os três pares de olhos que essa criatura tem que ter?



    O anjo, num sobressalto, perguntou-lhe:



    E tem isso no modelo padrão?



    O Senhor Deus assentiu:



    Um par de olhos para ver através de portas fechadas, para quando se perguntar o que as crianças estão fazendo lá dentro (embora ela já saiba);



    outro par na parte posterior da cabeça, para ver o que não deveria, mas precisa saber, e naturalmente os olhos normais, capazes de consolar uma criança em prantos, dizendo-lhe: Eu te compreendo e te amo! sem dizer uma palavra.



    E o anjo mais uma vez comenta-lhe:



    Senhor...já é hora de dormir. Amanhã é outro dia.


    Mas o Senhor Deus explicou-lhe:


    Não posso, já esta quase pronta. Já tenho um modelo que se cura sozinho quando adoece, que consegue alimentar uma família de seis pessoas com meio quilo de carne moída e consegue convencer uma criança de 9 anos a tomar banho...


    O anjo rodeou vagarosamente o modelo e falou:


    É muito delicada, Senhor!...


    Mas o Senhor Deus disse entusiasmado:


    Mas é muito resistente! Você não imagina o que esta pessoa pode fazer ou suportar!



    O anjo, analisando melhor a criação, observa:


    Ha um vazamento ali Senhor...


    Não é um simples vazamento, é uma lagrima! E esta serve para expressar alegrias, tristezas, dores, solidão, orgulho e outros sentimentos.


    Vós sois um gênio, Senhor! disse o anjo entusiasmado com a criação.




    Mãe, Presente de Deus








    Para completar o homem, Deus a fez mulher...
    Mas para participar no milagre da vida, Deus a fez mãe.


    Para liderar uma casa, Deus a fez mulher...
    Mas para edificar um lar, Deus a fez mãe.


    Para estudar, trabalhar e competir, Deus a fez mulher...
    Mas para guiar a criança insegura, Deus a fez mãe.


    Para os desafios da sociedade, Deus a fez mulher...
    Mas para o amor, a ternura e o carinho, Deus a fez mãe.


    Para fazer qualquer trabalho, Deus a fez mulher...
    Mas para embalar o berço e construir um caráter, Deus a fez mãe.


    Para ser princesa, Deus a fez mulher...
    Mas para ser rainha, Deus a fez mãe.


    Você o mais lindo presente de Deus para mim.
    Eu quero ser uma dádiva de Deus para você,


    Te Amo Mamãe




    HOMENAGEM DO BLOG AO DIA DAS MÃES








    Nosso blog vem homenagear nesta data, todas as mães de São José e do mundo.
    Fazemos esta homenagem à estas mulheres fantásticas, que nos deram a vida, cuidaram, educaram, protegeram, e são capazes de dar a própria vida por nós.
    Seu amor não pode ser questionado, é o mais sublime que possa haver nesta vida
    Nosso amor, respeito, carinho, dedicação, agradecimento, à tudo que fizeram e fazem por todos nós.
    MÃE! uma palavra tão sublime e grandiosa


    Estas dadivas de Deus tão amadas estão aqui representadas por estas duas mães. Que cada um veja sua própria mãe neste lugar.






    Sonia Souza e irmãos.






    Marcelo Martins




    Mais este pequeno agradecimento a todas as mães



    QUERIDA MAMÃE




    Tu que nos guardaste em teu ventre aquecido e do mundo fomos protegidos...
    Tu que nos trouxeste para a vida, o que mais poderíamos querer?
    Nos deste um cantinho dentro de ti e já crescidinhos nascemos para te conhecer...
    Em teus braços fomos acalentados com teu amor e dedicação.
    Nosso coração por ti, todos os dias acariciado...
    Te conhecer por fora é só uma forma de nos fortalecer para o mundo, mas o que há de mais profundo vem do teu íntimo Ser...
    Oh! maravilhosa Criatura...Nascida do Amor Divino
    que nos ampara a todos os momentos de nosso Viver!
    O que mais poderíamos querer?
    Rogar com todas as forças que Deus abençoe a todas as mães e se nem sempre ao nosso lado podemos te ter até tua lembrança nos faz reviver...que maravilha ...
    você nunca estará sozinha Querida Mamãe!




    OBRIGADO PELA MINHA VIDA, MINHA MÃE






    Admin · 122 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    12 Maio 2012

    Lixo Hospitalar





    Lixo hospitalar exige cuidados especiais









    Tratamento inadequado de Resíduos de Serviços de Saúde põe em risco os brasileiros e o meio ambiente






    Se não receberem manejo adequado, os dejetos gerados por unidades de saúde, necrotérios, consultórios e até clínicas veterinárias representam um grande perigo, tanto para a saúde das pessoas quanto para o meio ambiente. O Brasil gera cerca de 149 mil toneladas de resíduos urbanos por dia. Estima-se que a geração de Resíduos de Serviços de Saúde (RSS) represente de 1% a 3 % deste volume (entre 1,49t e 4,47t).




    Dentre os dejetos que constituem resíduo hospitalar estão bolsas de sangue, seringas, agulhas, resto de medicamentos e curativos, material radioativo, lâminas de bisturis, membros humanos amputados e restos de comida servida a pacientes com doenças infecciosas. Quando a inadequação do descarte de resíduos se junta à falta de informação sobre o risco potencial desse tipo de material, surgem casos como o que aconteceu na semana passada, em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Duas crianças se feriram enquanto brincavam de espetar uma à outra com agulhas de seringas que haviam sido jogadas num terreno baldio. Uma dona de casa tentou acabar com a brincadeira e também acabou ferida. No lixo, havia também outros materiais hospitalares, cuja origem é desconhecida.




    Os médicos começaram a medicar preventivamente os feridos com AZT (para evitar uma possível replicação do vírus HIV) e com vacinas contra hepatites A, B e C. Um caso emblemático envolvendo descuido com lixo hospitalar aconteceu no lixão de Olinda (PE), em 1994. Uma catadora de lixo e seu filho comeram uma mama amputada. Na época, Leonildes Cruz Soares disse aos jornais que havia preparado a carne porque não tinha nada mais o que comer.




    Normas







    Existem regras para o descarte dos Resíduos de Serviços de Saúde. Elas estão dispostas na Resolução n° 306 de dezembro de 2004, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Entre elas, uma estabelece que a segregação, tratamento, acondicionamento e transporte adequado dos resíduos são de responsabilidade de cada unidade de saúde onde eles foram gerados.




    Em termos de regulação, na esfera federal, o país dispõe de normas ambientais e de vigilância sanitária, complementadas por outras estaduais e municipais. Os órgãos estaduais e municipais de meio ambiente são responsáveis pelo licenciamento ambiental dos empreendimentos de tratamento e disposição final de resíduos. Cabe a eles também a fiscalização.




    Dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico mostram que 63% dos municípios brasileiros possuem coleta de Resíduos de Serviços de Saúde. Dessas cidades, apenas 18% utilizam algum tipo de tecnologia de tratamento para os RSS, enquanto 36% queimam esses materiais a céu aberto e quase 35% não adotam qualquer tipo de tratamento.


    A população deve denunciar aos órgãos locais de Meio Ambiente casos de inadequação dos aterros sanitários. A reclamação deve ser feita à Vigilância Sanitária do estado ou município em caso de irregularidade cometida por unidade de saúde. As normas reguladoras da vigilância Sanitária e do Meio Ambiente estabelecem critérios de fiscalização e aplicação de penalidades.




    “Os estudos de saneamento ambiental indicam uma carência de utilização das técnicas corretas de disposição dos resíduos em solo, nos chamados aterros sanitários, que estão presentes somente em 12,6% dos 5.507 municípios pesquisados", afirma o técnico da Gerência de Infraestrutura em Serviços de Saúde da ANVISA, Luiz Carlos da Fonseca e Silva.




    A partir da publicação da Regulamentação de 07 de dezembro de 2004, a ANVISA promoveu capacitações estaduais e municipais, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, para os técnicos de vigilância Sanitária e de Meio Ambiente dos estados e capitais em todo país, que beneficiaram mais de 1.300 profissionais. A agência vem participando ativamente de palestras, seminários e congressos das diversas atividades de atenção à saúde, promovendo ampla divulgação de sua regulamentação e percebendo as dificuldades de implantação do Regulamento.




    Sem perigo




    Se os resíduos são depositados de acordo com a norma estabelecida pela ANVISA, não há riscos para o meio ambiente (com contaminação do solo, de águas superficiais e profundas) ou para a população (em decorrência da ingestão de alimentos ou água contaminada).




    Segundo as normas do Ministério da Saúde, materiais hospitalares que podem produzir cortes e perfurações devem ser encaminhados para aterros sanitários, que não admitem a presença de catadores, o que torna segura a disposição final dos Resíduos de Serviços de Saúde em solo.




    Os resíduos biológicos apresentam dois componentes: os que precisam ser submetidos a tratamento antes da destinação final em solo e os que não necessitam de tratamento antes. Os dois tipos só podem ser descartados em locais devidamente licenciados pelo órgão ambiental.




    Segundo o técnico Luiz Carlos, da ANVISA, dentre todos os Resíduos de Serviços de Saúde, os químicos perigosos são os mais preocupantes, tanto pela ação direta de toxicidade no seu manuseio quanto por seu potencial de contaminação ambiental do solo, dos rios e nascentes. "Os resíduos químicos perigosos não podem ser encaminhados para aterros sanitários. Devem ser submetidos a tratamento prévio ou então encaminhados para aterro especial para resíduos perigosos, chamados Classe 1. Os rejeitos radioativos são tratados com técnica específica na própria unidade", explica.




    O perigo do lixo hospitalar







    . Resíduos biológicos - culturas de microrganismos de laboratórios de análises clínicas; bolsas de sangue ou hemocomponentes; descarte de vacinas; órgãos, tecidos e líquidos corpóreos; agulhas, lâminas de bisturi, vidrarias de laboratórios;




    . Resíduos químicos - Medicamentos de risco, vencidos ou mal conservados; produtos químicos usados em laboratórios de análises clínicas; efluentes de processadores de imagem.




    . Rejeitos radioativos - Material radioativo ou contaminado com radionuclídeo, usado na medicina nuclear, laboratórios de análises clínicas e radioterapia.




    . Resíduos comuns que se equiparam aos domiciliares - Restos de refeições de pacientes sem doenças contagiosas; sobras do preparo de refeições; fraldas e papel de uso sanitário, absorventes; papéis, plásticos e material de limpeza.



    . Resíduos perfuro cortantes - materiais perfuro cortantes ou escarificantes, tais como agulhas, lâminas e vidros.







    Admin · 939 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    12 Maio 2012

    Idosos de São José comemoram o Dia das Mães









    Idosos de São José comemoram o Dia das Mães



    Na última quarta-feira (9), a Prefeitura de São José das Palmeiras, por meio da Secretaria de Assistência Social, junto ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras), realizou nas dependências do Centro de Convivência dos Idosos do município, um almoço em comemoração ao Dia das Mães.



    Durante a cerimônia de abertura, as mães integrantes do Grupo de Idosos Estrela da Tarde, receberam homenagens e também uma lembrança.



    Cerca de 150 idosos membros do grupo participaram da festividade. O evento também contou com a presença de autoridades locais, secretários municipais e convidados.



    Após o almoço os anciãos, tiveram uma tarde super animada, com uma matinê. Na ocasião, o Grupo de Idosos Estrela da Tarde contou com a participação do Grupo de Idosos de Pato Bragado e Luz Marina.





    fonte: Jornalista Alexandra Marafiga





    FOTOS DO EVENTO





































    Admin · 127 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    11 Maio 2012

    Receita de Pinhões Salteados na Manteiga










    Tempo de preparo: 40 min



    Rendimento: 06 porções



    Ingredientes da Receita de Pinhões Salteados na Manteiga



    1 kg de pinhões

    1/2 xícara de manteiga

    Sal e pimenta do reino a gosto

    3 colheres (sopa) de salsa picada.



    Como Fazer Pinhões Salteados na Manteiga



    Modo de Preparo:



    Cozinhe e descasque os pinhões .Coloque manteiga em uma frigideira, derreta em fogo alto, junte os pinhões, tempere com sal e pimenta a gosto e misture até ficarem envoltos na manteiga. Acrescente salsa picada, misture novamente e tire do fogo. Passe os pinhões para um prato de servir e leve à mesa acompanhando pratos de carne em geral





    Admin · 106 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens, Imagens
    11 Maio 2012

    Comprender para viver melhor












    Como reclamar é tão fácil!



    Retribuir o mal, apontar os defeitos alheios, falar palavrões no trânsito, destratar e humilhar a pessoa que está próxima a nós, punir os filhos, tratar com falta de respeito e amor o cônjuge, cobrar e exigir do governo...



    A lista que vamos formando é muito longa, demonstrando o quanto é curta nossa compreensão, paciência e entendimento das coisas.



    Tantas pessoas dizem que compreensão é sinal de fraqueza, que é preciso pagar na mesma moeda, bateu levou. Que pena que pensam assim!



    Reagir com raiva, mágoa, fúria ou crítica é muito fácil, não precisa nem ter muita coragem; qualquer um faria o mesmo. Mas tentar compreender e agir com bondade e paciência é um grande desafio.



    É necessário abafar nosso orgulho, nossa prepotência, nossa raiva, nossa frustração, nosso amor próprio ferido...



    Devemos ter em mente e coração o exemplo que Jesus nos deixou, Ele sendo Deus reagiu aos maus tratos e as humilhações que sofreu com amor e perdão.



    Será que nós seríamos capazes de seguir pelo menos uma parte do exemplo que Jesus nos deixou?



    Seríamos capazes de praticar a aceitar aquilo que não podemos mudar?



    E ter a certeza que Deus nos guiará sempre?



    Pode parecer impossível, mas é um grande sinal, que se nós como seres humanos, criados a imagem e semelhança de Deus, conseguirmos superar todos os desafios que nos são apresentados, e se tivermos a capacidade de perceber que por trás de tanta frieza, encontramos uma inteligência vazia de valores.



    Compreender que por trás de um agressor geralmente há uma mente perturbada, intranquila, e um coração carente de amor e de afeição, e por trás de tanta crueldade, maldade e desprezo, há um ser humano que não conhece a paz interior, nem a felicidade e, cuja consciência jamais se torna serena.



    Pode ser difícil, mas não é impossível. Basta deixarmos nosso egoísmo, ter compaixão e compreensão para com as fraquezas alheias. Se Deus não usasse de compreensão e misericórdia já teria desligado o mundo...





    Sonia Souza





    Admin · 127 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    11 Maio 2012

    Origem do Dia das Mães











    A mais antiga comemoração dos dias das mães é mitológica. Na Grécia antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a Mãe dos Deuses.



    O próximo registro está no início do século XVII, quando a Inglaterra começou a dedicar o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas. Nesse dia, as trabalhadoras tinham folga para ficar em casa com as mães. Era chamado de “Mothering Day”, fato que deu origem ao “mothering cake”, um bolo para as mães que tornaria o dia ainda mais festivo.



    Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data para a celebração das mães foi dada em 1872 pela escritora Júlia Ward Howe, autora de “O Hino de Batalha da República”.



    Mas foi outra americana, Ana Jarvis, no Estado da Virgínia Ocidental, que iniciou a campanha para instituir o Dia das Mães. Em 1905 Ana, filha de pastores, perdeu sua mãe e entrou em grande depressão. Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a ideia de perpetuar a memória de sua mãe com uma festa. Ana quis que a festa fosse estendida a todas as mães, viva ou morta, com um dia em que todas as crianças se lembrassem e homenageassem suas mães. A ideia era fortalecer os laços familiares e o respeito pelos pais.



    Durante três anos seguidos, Anna lutou para que fosse criado o Dia das Mães. A primeira celebração oficial aconteceu somente em 26 de abril de 1910, quando o governador de Virgínia Ocidental, William E. Glasscock incorporou o Dia das Mães ao calendário de datas comemorativas daquele estado. Rapidamente, outros estados norte-americanos aderiram à comemoração.



    Finalmente, em 1914, o então presidente dos Estados Unidos, Woodrow Wilson (1913-1921), unificou a celebração em todos os estados, estabelecendo que o Dia Nacional das Mães deveria ser comemorado sempre no segundo domingo de maio. A sugestão foi da própria Anna Jarvis. Em breve tempo, mais de 40 países adotaram a data.





    “Não criei o dia das mães para ter lucro”



    O sonho foi realizado, mas, ironicamente, o Dia das Mães se tornou uma data triste para Anna Jarvis. A popularidade do feriado fez com que a data se tornasse um dia lucrativo para os comerciantes, principalmente para os que vendiam cravos brancos, flor que simboliza a maternidade. “Não criei o dia as mães para ter lucro”, disse furiosa a um repórter, em 1923. Neste mesmo ano, ela entrou com um processo para cancelar o Dia das Mães, sem sucesso.



    Anna passou praticamente toda a vida lutando para que as pessoas reconhecessem a importância das mães. Na maioria das ocasiões, utilizava o próprio dinheiro para levar a causa à diante. Dizia que as pessoas não agradecem frequentemente o amor que recebem de suas mães. “O amor de uma mãe é diariamente novo”, afirmou certa vez. Anna morreu em 1948, aos 84 anos. Recebeu cartões comemorativos vindos do mundo todos, por anos seguidos, mas nunca chegou a ser mãe.



    Cravos: símbolo da maternidade



    Durante a primeira missa das mães, Anna enviou 500 cravos brancos, escolhidos por ela, para a igreja de Grafton. Em um telegrama para a congregação, ela declarou que todos deveriam receber a flor. As mães, em memória do dia, deveriam ganhar dois cravos. Para Anna, a brancura do cravo simbolizava pureza, fidelidade, amor, caridade e beleza. Durante os anos, Anna enviou mais de 10 mil cravos para a igreja, com o mesmo propósito. Os cravos passaram, posteriormente, a ser comercializados.



    No Brasil



    O primeiro Dia das Mães brasileiro foi promovido pela Associação Cristã de Moços de Porto Alegre, no dia 12 de maio de 1918. Em 1932, o então presidente Getúlio Vargas oficializou a data no segundo domingo de maio. Em 1947, Dom Jaime de Barros Câmara, Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, determinou que essa data fizesse parte também no calendário oficial da Igreja Católica.





    Admin · 117 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    10 Maio 2012

    Alunos do PETI prestam homenagem as mães - São José das Palmeiras













    Os alunos que participam do PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil), no ultimo dia 9 de Maio de 2012, fizeram uma apresentação relacionando a vida de uma mãe de uma forma alegre e descontraída, retratando com alegria o dia a dia de uma vida de mãe.



    A homenagem foi feita pelos alunos do projeto circo, existente dentro do programa do PETI. Tendo como responsável professor Sandro, Professora Maria José e Professora (estagiária) Eliane.



    Contou com a presença de diversas mães dos alunos, e as mesmas no final, foram presenteadas com uma lembrança confeccionada pelas próprias crianças.



    Foi também servido um delicioso lanche, ofertado pela Secretaria de Ação Social.





    Algumas fotos do evento

































    MENSAGEM DO NOSSO BLOG AS MÃES











    Oração por minha mãe



    Pai, tu, sendo Deus, quiseste mostrar

    entre nós tua face materna...

    Por isso criaste todas as mães!



    Peço-te por minha mãe,

    sinal concreto e visível de teu amor entre nós.

    Multiplicai os seus dias

    em nosso meio!



    Acompanha-a em todo riso

    e em toda lágrima,

    todo trabalho e toda prece,

    todo dia e toda noite!



    Que tua bênção cubra de luz

    a vida de minha mãe para que,

    inundada de ti, ela seja sempre mais

    Presença do divino em minha vida.







    Admin · 135 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    10 Maio 2012

    Bom dia São José, que seu dia seja de paz e harmonia









    O meu mandamento é este: amem uns aos outros como eu amo vocês.



    PENSAMENTO DO DIA



    Um conhecimento verdadeiro de nós mesmos é conhecimento de nosso poder





    Admin · 94 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria
    10 Maio 2012

    Receitas do Paraná - Pudim de Pão.







    Pudim de Pão



    Ingredientes



    Pudim



    4 ovos

    1 lata de leite condensado

    3 pães (do tipo francês)

    1 col. de sopa de manteiga

    2 medidas de leite (usar lata de leite condensado como medida)

    1/2 xícara de chá de açúcar





    Calda



    1 xícara de açúcar



    Modo de preparo



    Calda:



    Levar o açúcar ao fogo numa panela até formar um caramelo e despejar numa forma de furo no meio. Reserve.



    Pudim:



    Bater todos os ingredientes no liquidificador. despejar na forma caramelizada e levar ao forno em banho-maria por até 1 hora e meia ou até que enfiando um palito no meio sai limpo.





    Admin · 204 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria
    09 Maio 2012

    O Exame







    O Exame





    Eu falando com Jesus:



    -Tu usasses a coroa de espinhos?

    - Sim.

    -Como ela era?

    - Não imaginas como ela era?

    - Não perfeitamente.

    - Vou te mostrar.



    Jesus sai por um instante e retorna com ela na mão.

    -Veja!

    - Hum! Meu Deus! Minha Nossa Senhora! Isso ficou em cima de tua cabeça?

    -Sim.

    -Quantos espinhos tem?

    - Não queres contar?







    1-2-3-4-5-6-7-8-9-10-11-12-13-14-15-16-17-18-19-20-21-22-23-24-25-26-27-28-29-30-31-32-33-34-35-36-37-38-39-40-41-42-43-44-45-46-47-48-49-50-51-52-53-54-55-56-57-58-59-60-61-62-63-64-65-66-67-68-69-70-71-72-73-74-75-76-77-78-79-80-81-82-83-84-85-86-87-88-89-90-91-92...



    Deeeeeeeeeeeeus!



    - Quantos penetraram em tua cabeça?

    -Quanto é a metade de 92?

    -Deixa ver! Ah... 46.









    -Então foram 46 espinhos que fincaram-se?

    - Sim.

    -Teve algum que ficou quebrado dentro de teu couro Jesus?

    -Sim.

    - Eles colocaram de leve?

    - Depois de pôr em cima de minha cabeça, com o cabo de uma lança empurraram com toda a força.



    - Meu Deus!!!



    - E tu não queres compartilhar comigo a minha dor?

    - Calei-me, fiquei sem resposta... Abaixei a cabeça.






    José Santiago da Silva



    Comunidade São Cristóvão




    Admin · 116 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    08 Maio 2012

    Como conservar alimentos após falta de energia






    Informações do Ministério da saúde



    CUIDADOS



    Como conservar alimentos após falta de energia



    Publicação orienta como proceder quando houver queda de energia para manter os produtos e não consumir alimentos estragados



    Em caso de falta de energia elétrica é preciso tomar cuidado com os alimentos que normalmente ficam guardados em geladeiras e congeladores. Carne, frango, peixes, frutos do mar, leite e ovos se estragam facilmente se não forem mantidos em ambientes refrigerados ou congelados. Se não forem adequadamente armazenados, esses alimentos não podem ser consumidos mesmo bem cozidos, pois alguns micróbios e toxinas não são eliminados com o calor.



    Se houver um corte de energia as portas da geladeira e do congelador devem seguir fechadas para que a temperatura interna se conserve fria por mais tempo. O ideal é adicionar gelo aos compartimentos. O tempo máximo de conservação dos alimentos nessa circunstância é de quatro horas na geladeira e de 24 horas no freezer. Passado este tempo, os produtos devem ser descartados.



    Quando a energia se restabelecer, se o período for inferior ao tempo mínimo de conversação (quatro horas na geladeira e 24 horas no freezer), é essencial observar se os alimentos congelados estão firmes e sem sinais de descongelamento como acúmulo de líquidos ou gelo por fora da embalagem. Nestes casos, os produtos não devem ser consumidos.



    No Brasil, a maioria das doenças transmitidas pela comida é causada pela Salmonella, Escherichia coli patogênica e Clostridium perfringens, pelas toxinas do Staphylococcus aureus e Bacillus cereus. Os sintomas mais comuns são falta de apetite, náuseas, vômitos, diarreia, dores abdominais e febre.



    Para evitar estas enfermidades, os alimentos devem ser bem armazenados e bem cozidos, em especial, as carnes, frango, peixe e ovos. As sopas e caldos devem ser aquecidos até a fervura, por pelo menos um minuto. Ao reaquecer os alimentos já cozidos, é preciso se assegurar de que todas as partes do alimento sejam aquecidas igualmente.



    Um cozimento adequado, com temperaturas acima de 70ºC, consegue matar quase todos os micróbios perigosos, garantindo um consumo mais seguro.



    No site do Ministério da Saúde está disponível orientações com os cuidados sobre falta de energia e alimentos.




    Da Agência Saúde, Ascom/MS

    3315-3174, 3315-6261, 3315-3580 e 3315-2351.





    Admin · 142 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    08 Maio 2012

    Os direitos na falta de energia elétrica






    Os direitos na falta de energia elétrica



    Brasileiro paga uma das tarifas mais caras de energia, mas qualidade do serviço não resiste a mau tempo. PROTESTE indica como reclamar reparação.



    O Código de Defesa do Consumidor estabelece que a energia elétrica como bem essencial à vida humana, deve ter fornecimento adequado e contínuo (arts. 6º, inciso X, e 22), e garante a efetiva reparação pelos danos causados (art. 6º, inciso VI). O brasileiro paga uma das tarifas de eletricidade mais caras do mundo, mas a qualidade do serviço prestado não resiste a mau tempo.



    As falhas no fornecimento de energia são frequentes e cada vez mais longas. E nesses momentos se quiser reclamar o consumidor não consegue acesso aos canais de atendimento. A compensação por outros danos relacionados ao episódio, como perda de alimentos na geladeira ou dano moral, deve ser solicitada na Justiça.



    A PROTESTE Associação de Consumidores orienta os consumidores a buscar seus direitos se ficarem sem energia por muitas horas e não puderem tomar um banho quentinho, usar o computador, assistir à TV, usar elevador, e tiverem perdas com alimentos na geladeira, danos a equipamentos entre outros. Afinal, paga-se caro pela prestação de um serviço essencial.



    As falhas no fornecimento de energia elétrica são compensadas com descontos na conta de luz. É monitorada a quantidade de vezes em que há interrupção no fornecimento de energia. A compensação deve ser creditada na fatura em até dois meses após o período de apuração em que correram as interrupções. Mas individualmente os valores são insignificantes em comparação aos transtornos por ficar sem o serviço. Esses indicadores individuais aparecem na parte inferior da conta de luz e devem ser acompanhados com atenção.



    Quando há falha na prestação do serviço quem tiver problemas deve procurar as distribuidoras de energia elétrica para obter ressarcimento. Caso não seja atendido o consumidor deve procurar as entidades de defesa do consumidor.



    Mas a compensação por danos morais deve ser solicitada na justiça. O Juizado Especial Cível é uma instância cabível quando o prejuízo for de até 40 salários mínimos, e para ações no valor de até 20 salários mínimos, não é preciso ter advogado.



    Para geladeiras e freezers danificados, onde havia armazenamento de alimentos ou medicamentos, a vistoria da empresa deve ser feita em um dia. Também é possível pedir o ressarcimento desses produtos estragados devido ao dano no eletrodoméstico, embora isso não esteja especificado em resolução da Aneel.



    Para a PROTESTE há muita tolerância da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) com as empresas. Pelo critério estabelecido pela Agência as distribuidoras que excedem o limite de duração e frequência dos blecautes, em vez de pagar multas, têm de ressarcir diretamente o consumidor, abatendo da conta o equivalente a 15 vezes o valor da tarifa de energia.



    A Aneel tolera certa quantidade de falhas das distribuidoras por mês. Por isso, só há o desconto quando a empresa excede os limites impostos pela Aneel. Se isso ocorre, o valor é automaticamente abatido da conta do mês seguinte. As distribuidoras de energia elétrica tiveram de pagar R$ 360,24 milhões para os consumidores a título de compensação por interrupções na prestação do serviço em 2010.



    A Resolução no 414/2010, da Aneel que estabelece as condições de fornecimento de energia obriga as empresas a manter postos de atendimento presencial em todos os municípios do país até setembro de 2011. Pelo menos é um canal a mais para contato para períodos de apagão em que não se consegue contato com as empresas para se informar do prazo de restabelecimento do serviço, ou reparo de danos a equipamentos.




    Para solicitar ressarcimento de danos



    Como agir quando a falha de energia ou o blecaute queimar eletrodomésticos.



    Pelas regras da Aneel o consumidor tem até 90 dias, a contar da data provável da ocorrência do dano elétrico no equipamento, para solicitar o ressarcimento à distribuidora. É preciso informar a data e horário prováveis da ocorrência do dano; demonstrar que é o titular da unidade consumidora, ou seu representante legal; relatar o problema apresentado pelo equipamento elétrico; e descrever as características gerais do equipamento danificado, tais como marca e modelo.



    A solicitação de ressarcimento pode ser feita por telefone, diretamente nos postos de atendimento presencial, via internet ou outros canais de comunicação disponibilizados pela distribuidora. Para cada solicitação de ressarcimento de dano elétrico, a distribuidora deve abrir um processo específico.



    A obrigação de ressarcimento se restringe aos danos elétricos informados no momento da solicitação, podendo o consumidor efetuar novas solicitações de ressarcimento de danos oriundos de uma mesma perturbação, desde que observado o prazo.



    O prazo máximo para realização da verificação do equipamento pela distribuidora é de 10 dias, contados a partir da data da solicitação do ressarcimento. O consumidor deve permitir o acesso ao equipamento e à unidade consumidora sempre que solicitado, sendo o impedimento de acesso motivo para a distribuidora indeferir o ressarcimento.



    Quando o equipamento supostamente danificado for utilizado para o acondicionamento de alimentos perecíveis ou de medicamentos, o prazo para verificação é de um dia útil. A distribuidora pode solicitar do consumidor os respectivos laudos e orçamentos, sem que isso represente compromisso em ressarcir.



    A distribuidora deve informar ao consumidor o resultado da solicitação de ressarcimento, por escrito, em até 15 dias, contados a partir da data da verificação ou, na falta desta, a partir da data da solicitação de ressarcimento. Esse prazo fica suspenso enquanto houver pendência de responsabilidade do consumidor, desde que tal pendência tenha sido informada por escrito.



    No caso de deferimento, a distribuidora deve efetuar, em até 20 dias após o vencimento do prazo, o ressarcimento, por meio do pagamento em moeda corrente, ou o conserto ou a substituição do equipamento danificado.



    A distribuidora deve ter norma interna com os procedimentos para ressarcimento de danos, podendo inclusive estabelecer o credenciamento de oficinas de inspeção e reparo e o aceite de orçamento de terceiros.



    No caso do ressarcimento na modalidade de pagamento em moeda corrente, o consumidor pode optar por depósito em conta-corrente, cheque nominal ou crédito na próxima fatura. Nenhum valor pode ser deduzido do ressarcimento, inclusive a depreciação do bem danificado, salvo os débitos vencidos do consumidor a favor da distribuidora que não sejam objeto de contestação administrativa ou judicial.



    O ressarcimento a ser pago em moeda corrente deve ser atualizado pro rata die pelo IGP-M, quando positivo, no período compreendido entre o segundo dia anterior ao vencimento do prazo disposto no caput e o segundo dia anterior à data da disponibilização do ressarcimento.



    No caso de conserto ou substituição do equipamento danificado, a distribuidora pode exigir do consumidor a entrega das peças danificadas ou do equipamento substituído, na unidade consumidora ou nas oficinas credenciadas.



    No caso de indeferimento do pedido de ressarcimento a distribuidora deve apresentar ao consumidor um formulário próprio padronizado, por escrito, contendo informando as razões detalhadas para o indeferimento.



    A distribuidora só pode eximir-se de ressarcir, quando comprovar a inexistência de nexo causal, nos termos do art. 205; o consumidor providenciar, por sua conta e risco, a reparação do(s) equipamento(s) sem aguardar o término do prazo para a verificação, salvo nos casos em que houver prévia autorização da distribuidora; comprovar que o dano foi ocasionado pelo uso incorreto do equipamento ou por defeitos gerados a partir da unidade consumidora.



    Ou o prazo ficar suspenso por mais de 60 dias consecutivos devido a pendências injustificadas do consumidor. O ressarcimento poderá ser negado se a empresa comprovar a ocorrência de qualquer procedimento irregular, que tenha causado o dano reclamado, ou a religação da unidade consumidora à revelia; ou comprovar que o dano reclamado foi ocasionado por interrupções associadas à situação de emergência ou de calamidade pública decretada por órgão competente, desde que comprovadas por meio documental ao consumidor.





    Admin · 83 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    07 Maio 2012

    Receitas do Paraná - BARREADO





    Receita de Barreado






    Rendimento: 08 porções



    Ingredientes da Receita de Barreado





    2 kg de maminha de alcatra ou patinho

    1/2 colher (chá) de cominho

    1/2 colher (chá) de pimenta do reino

    1/2 colher (sopa) de sal

    2 colheres (sopa) de vinagre

    3 tomates grandes picados

    3 cebolas grandes picadas

    6 dentes de alho amassados

    2 colheres (sopa) de salsa picada

    2 colheres (sopa) de cebolinha verde picada

    2 folhas de louro cortadas em pedaços

    2 xícaras de toucinho defumado cortado em cubos pequenos

    1/2 xícara de água

    Farinha de trigo ou de mandioca e água para vedar a panela.



    Como Fazer Barreado



    Modo de Preparo:



    Comece a preparar o barreado na tarde do dia anterior. Limpe a carne, corte em cubos com 3 cm de lado, coloque em uma tigela, tempere com cominho, pimenta do reino, sal, vinagre e reserve. Em outra tigela, junte tomates cebolas, alho, salsa, cebolinha, loura e misture bem. Em um caldeirão ou uma panela grande com tampa que feche bem, coloque camadas alternadas de carne, tempero, toucinho, tempero, carne, tempero, toucinho, tempero e assim por diante, regue com água, tampe a panela e deixe descansar por 1 a 2 horas. Leve a panela ao fogo brando, cozinhe por cerca de 4 horas (se durante o cozimento escapar vapor por alguma fresta, use mais um pouco da massa para refazer a vedação), tire do fogo e deixe a panela fechada durante a noite. No dia seguinte, remova a massa da tampa com ajuda de uma faca, leve a panela ao fogo somente par aquecer e, enquanto isto, com uma concha, amasse um pouca a carne para desmanchá-la antes de servir.





    Admin · 114 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens, Imagens
    06 Maio 2012

    Campanha de vacinação contra gripe começa neste sábado em todo o país



    Campanha de vacinação contra gripe começa neste sábado em todo o país




    Devem procurar os locais de vacinação idosos com mais de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 2 anos, grávidas em qualquer período da gestação, indígenas e profissionais de saúde



    Cerca de 65 mil postos de saúde em todo o país abrem neste sábado (5) para o início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. O horário de funcionamento será das 8h às 17h. A dose aplicada vai proteger também contra a influenza A(H1N1) – gripe suína.




    Devem procurar os locais de vacinação idosos com mais de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 2 anos, grávidas em qualquer período da gestação, indígenas e profissionais de saúde. A meta é imunizar 24,1 milhões de pessoas até o dia 25 de maio.



    Crianças que serão vacinadas pela primeira vez deverão tomar duas doses, com intervalo de 30 dias. Aquelas que já receberam uma ou duas doses da vacina no ano passado deverão receber apenas uma este ano. Os demais grupos deverão tomar dose única.



    Em 2011, de acordo com dados do Ministério da Saúde, 25,134 milhões de pessoas foram vacinadas – 84% do público-alvo. No mesmo período, foi registrada uma redução de 64% nas mortes provocados pelo vírus Influenza H1N1. Ao todo, 53 óbitos foram confirmados. Também no ano passado, houve queda de 44% nos casos graves da doença, que totalizaram 5.230.



    (Com Agência Brasil)




    Admin · 122 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    05 Maio 2012

    Os direitos na falta de energia elétrica.



    Os direitos na falta de energia elétrica

    Brasileiro paga uma das tarifas mais caras de energia, mas qualidade do serviço não resiste a mau tempo. PROTESTE indica como reclamar reparação.
    O Código de Defesa do Consumidor estabelece que a energia elétrica como bem essencial à vida humana, deve ter fornecimento adequado e contínuo (arts. 6º, inciso X, e 22), e garante a efetiva reparação pelos danos causados (art. 6º, inciso VI). O brasileiro paga uma das tarifas de eletricidade mais caras do mundo, mas a qualidade do serviço prestado não resiste a mau tempo.
    As falhas no fornecimento de energia são frequentes e cada vez mais longas. E nesses momentos se quiser reclamar o consumidor não consegue acesso aos canais de atendimento. A compensação por outros danos relacionados ao episódio, como perda de alimentos na geladeira ou dano moral, deve ser solicitada na Justiça.
    A PROTESTE Associação de Consumidores orienta os consumidores a buscar seus direitos se ficarem sem energia por muitas horas e não puderem tomar um banho quentinho, usar o computador, assistir à TV, usar elevador, e tiverem perdas com alimentos na geladeira, danos a equipamentos entre outros. Afinal, paga-se caro pela prestação de um serviço essencial.
    As falhas no fornecimento de energia elétrica são compensadas com descontos na conta de luz. É monitorada a quantidade de vezes em que há interrupção no fornecimento de energia. A compensação deve ser creditada na fatura em até dois meses após o período de apuração em que correram as interrupções. Mas individualmente os valores são insignificantes em comparação aos transtornos por ficar sem o serviço. Esses indicadores individuais aparecem na parte inferior da conta de luz e devem ser acompanhados com atenção.
    Quando há falha na prestação do serviço quem tiver problemas deve procurar as distribuidoras de energia elétrica para obter ressarcimento. Caso não seja atendido o consumidor deve procurar as entidades de defesa do consumidor.
    Mas a compensação por danos morais deve ser solicitada na justiça. O Juizado Especial Cível é uma instância cabível quando o prejuízo for de até 40 salários mínimos, e para ações no valor de até 20 salários mínimos, não é preciso ter advogado.
    Para geladeiras e freezers danificados, onde havia armazenamento de alimentos ou medicamentos, a vistoria da empresa deve ser feita em um dia. Também é possível pedir o ressarcimento desses produtos estragados devido ao dano no eletrodoméstico, embora isso não esteja especificado em resolução da Aneel.
    Para a PROTESTE há muita tolerância da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) com as empresas. Pelo critério estabelecido pela Agência as distribuidoras que excedem o limite de duração e frequência dos blecautes, em vez de pagar multas, têm de ressarcir diretamente o consumidor, abatendo da conta o equivalente a 15 vezes o valor da tarifa de energia.
    A Aneel tolera certa quantidade de falhas das distribuidoras por mês. Por isso, só há o desconto quando a empresa excede os limites impostos pela Aneel. Se isso ocorre, o valor é automaticamente abatido da conta do mês seguinte. As distribuidoras de energia elétrica tiveram de pagar R$ 360,24 milhões para os consumidores a título de compensação por interrupções na prestação do serviço em 2010.
    A Resolução no 414/2010, da Aneel que estabelece as condições de fornecimento de energia obriga as empresas a manter postos de atendimento presencial em todos os municípios do país até setembro de 2011. Pelo menos é um canal a mais para contato para períodos de apagão em que não se consegue contato com as empresas para se informar do prazo de restabelecimento do serviço, ou reparo de danos a equipamentos.
    Para solicitar ressarcimento de danos
    Como agir quando a falha de energia ou o blecaute queimar eletrodomésticos.
    Pelas regras da Aneel o consumidor tem até 90 dias, a contar da data provável da ocorrência do dano elétrico no equipamento, para solicitar o ressarcimento à distribuidora. É preciso informar a data e horário prováveis da ocorrência do dano; demonstrar que é o titular da unidade consumidora, ou seu representante legal; relatar o problema apresentado pelo equipamento elétrico; e descrever as características gerais do equipamento danificado, tais como marca e modelo.
    A solicitação de ressarcimento pode ser feita por telefone, diretamente nos postos de atendimento presencial, via internet ou outros canais de comunicação disponibilizados pela distribuidora. Para cada solicitação de ressarcimento de dano elétrico, a distribuidora deve abrir um processo específico.
    A obrigação de ressarcimento se restringe aos danos elétricos informados no momento da solicitação, podendo o consumidor efetuar novas solicitações de ressarcimento de danos oriundos de uma mesma perturbação, desde que observado o prazo.
    O prazo máximo para realização da verificação do equipamento pela distribuidora é de 10 dias, contados a partir da data da solicitação do ressarcimento. O consumidor deve permitir o acesso ao equipamento e à unidade consumidora sempre que solicitado, sendo o impedimento de acesso motivo para a distribuidora indeferir o ressarcimento.
    Quando o equipamento supostamente danificado for utilizado para o acondicionamento de alimentos perecíveis ou de medicamentos, o prazo para verificação é de um dia útil. A distribuidora pode solicitar do consumidor os respectivos laudos e orçamentos, sem que isso represente compromisso em ressarcir.
    A distribuidora deve informar ao consumidor o resultado da solicitação de ressarcimento, por escrito, em até 15 dias, contados a partir da data da verificação ou, na falta desta, a partir da data da solicitação de ressarcimento. Esse prazo fica suspenso enquanto houver pendência de responsabilidade do consumidor, desde que tal pendência tenha sido informada por escrito.
    No caso de deferimento, a distribuidora deve efetuar, em até 20 dias após o vencimento do prazo, o ressarcimento, por meio do pagamento em moeda corrente, ou o conserto ou a substituição do equipamento danificado.
    A distribuidora deve ter norma interna com os procedimentos para ressarcimento de danos, podendo inclusive estabelecer o credenciamento de oficinas de inspeção e reparo e o aceite de orçamento de terceiros.
    No caso do ressarcimento na modalidade de pagamento em moeda corrente, o consumidor pode optar por depósito em conta-corrente, cheque nominal ou crédito na próxima fatura. Nenhum valor pode ser deduzido do ressarcimento, inclusive a depreciação do bem danificado, salvo os débitos vencidos do consumidor a favor da distribuidora que não sejam objeto de contestação administrativa ou judicial.
    O ressarcimento a ser pago em moeda corrente deve ser atualizado pro rata die pelo IGP-M, quando positivo, no período compreendido entre o segundo dia anterior ao vencimento do prazo disposto no caput e o segundo dia anterior à data da disponibilização do ressarcimento.
    No caso de conserto ou substituição do equipamento danificado, a distribuidora pode exigir do consumidor a entrega das peças danificadas ou do equipamento substituído, na unidade consumidora ou nas oficinas credenciadas.
    No caso de indeferimento do pedido de ressarcimento a distribuidora deve apresentar ao consumidor um formulário próprio padronizado, por escrito, contendo informando as razões detalhadas para o indeferimento.
    A distribuidora só pode eximir-se de ressarcir, quando comprovar a inexistência de nexo causal, nos termos do art. 205; o consumidor providenciar, por sua conta e risco, a reparação do(s) equipamento(s) sem aguardar o término do prazo para a verificação, salvo nos casos em que houver prévia autorização da distribuidora; comprovar que o dano foi ocasionado pelo uso incorreto do equipamento ou por defeitos gerados a partir da unidade consumidora.
    Ou o prazo ficar suspenso por mais de 60 dias consecutivos devido a pendências injustificadas do consumidor. O ressarcimento poderá ser negado se a empresa comprovar a ocorrência de qualquer procedimento irregular, que tenha causado o dano reclamado, ou a religação da unidade consumidora à revelia; ou comprovar que o dano reclamado foi ocasionado por interrupções associadas à situação de emergência ou de calamidade pública decretada por órgão competente, desde que comprovadas por meio documental ao consumidor.

    Admin · 126 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    05 Maio 2012

    O que é dengue?









    O que é Dengue? Saiba uma pouco mais sobre o assunto.




    A dengue é uma doença febril aguda. A pessoa pode adoecer quando o vírus da dengue penetra no organismo, pela picada de um mosquito infectado, o Aedes aegypti.



    Quanto tempo depois de ser picado aparece a doença?



    Se o mosquito estiver infectado, o período de incubação varia de 3 a 15 dias, sendo em média de 5 a 6 dias.





    Quais são os sintomas mais comuns da dengue?



    Os sintomas mais comuns são febre, dores no corpo, principalmente nas articulações, e dor de cabeça. Também podem aparecer manchas vermelhas pelo corpo e, em alguns casos, sangramento, mais comum nas gengivas.





    O que devo fazer se aparecer alguns desses sintomas?



    Buscar o serviço de saúde mais próximo.





    Como é feito o tratamento da dengue?



    Não há tratamento específico para o paciente com dengue clássico. O médico deve tratar os sintomas, como as dores de cabeça e no corpo, com analgésicos e antitérmicos (paracetamol e dipirona). Devem ser evitados os salicilados, como o AAS e a Aspirina, já que seu uso pode favorecer o aparecimento de manifestações hemorrágicas. É importante também que o paciente fique em repouso e ingira bastante líquido.
    Já os pacientes com Febre Hemorrágica do Dengue (FHD) devem ser observados cuidadosamente para identificação dos primeiros sinais de choque, como a queda de pressão. O período crítico ocorre durante a transição da fase febril para a sem febre, geralmente após o terceiro dia da doença. A pessoa deixa de ter febre e isso leva a uma falsa sensação de melhora, mas em seguida o quadro clínico do paciente piora. Em casos menos graves, quando os vômitos ameaçarem causar desidratação, a reidratação pode ser feita em nível ambulatorial. A SVS alerta que alguns dos sintomas da dengue só podem ser diagnosticados por um médico.





    A pessoa que pegar dengue pode morrer?



    A dengue, mesmo na forma clássica, é uma doença séria. Caso a pessoa seja portadora de alguma doença crônica, como problemas cardíacos, devem ser tomados cuidados especiais. No entanto, ela é mais grave quando se apresenta na forma hemorrágica. Nesse caso, quando tratada a tempo a pessoa não corre risco de morte.





    Quais os cuidados para não se pegar dengue?



    Como é praticamente impossível eliminar o mosquito, é preciso identificar objetos que possam se transformar em criadouros do Aedes. Por exemplo, uma bacia no pátio de uma casa é um risco, porque, com o acúmulo da água da chuva, a fêmea do mosquito poderá depositar os ovos neste local. Então, o único modo é limpar e retirar tudo que possa acumular água e oferecer risco. Em 90% dos casos, o foco do mosquito está nas residências.





    O que devo fazer e que atitudes tomar para evitar o mosquito da dengue?



    Para evitar o mosquito da dengue é preciso eliminar os focos do Aedes. A SVS preparou uma lista das medidas que as pessoas podem adotar para evitar que o Aedes se reproduza em sua casa.





    Mesmo depois de ter tido dengue, posso pegar novamente?



    Sim, pode, mas nunca do mesmo tipo de vírus. Ou seja, a pessoa fica imune contra o tipo de vírus que provocou a doença, mas ela ainda poderá ser contaminada pelas outras três formas conhecidas do vírus da dengue.





    Posso pegar dengue de uma pessoa doente?



    Em maneira alguma. Não há transmissão por contato direto de um doente ou de suas secreções com uma pessoa sadia, nem de fontes de água ou alimento.





    Quais os tipos de vírus da dengue existem?



    São conhecidos quatro sorotipos: 1, 2, 3 e 4, sendo que no Brasil não existe circulação do tipo 4.





    Existe vacina contra a dengue?



    Ainda não, mas a comunidade científica internacional e brasileira está trabalhando firme neste propósito. Estimativas indicam que deveremos ter um imunizante contra a dengue em cinco anos. A vacina contra a dengue é mais complexa que as demais. A dengue, com quatro vírus identificados até o momento, é um desafio para os pesquisadores. Será necessário fazer uma combinação de todos os vírus para que se obtenha um imunizante realmente eficaz contra a doença.





    Por que essa doença ocorre no Brasil?



    É um sério problema de saúde pública em todo o mundo, especialmente nos países tropicais como o nosso, onde as condições do meio ambiente, aliado a características urbanas, favorecem o desenvolvimento e a proliferação do mosquito transmissor, o Aedes aegypti. Mais de 100 países em todos os continentes, exceto a Europa, registram a presença do mosquito e casos da doença.





    O Brasil está com uma epidemia de dengue?



    Não. No primeiro semestre do ano de 2004 não foram observados surtos ou epidemias no país. Durante esse período observamos uma redução de cerca de 80% nos casos notificados de dengue.





    O inseticida aplicado para matar o mosquito de dengue funciona mesmo?



    E a nebulização (fumacê)?Sim, os produtos funcionam. Tanto os larvicidas quanto os inseticidas distribuídos aos estados e municípios pela SVS têm eficácia comprovada, sendo preconizados por um grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde. Os larvicidas servem para matar as larvas do Aedes. São aqueles produtos em pó, ou granulado, que o agente de combate a dengue coloca nos ralos, caixas d'água, ou seja, naqueles lugares onde há água parada que não pode ser eliminada. Já os inseticidas são líquidos espalhados pelas máquinas de nebulização, que matam os insetos adultos enquanto estão voando, pela manhã e à tarde, porque o Aedes tem hábitos diurnos. O fumacê não é aplicado indiscriminadamente, sendo utilizado somente quando existe a transmissão da doença em surtos ou epidemias. Desse modo, a nebulização pode ser considerada um recurso extremo, porque é utilizada num momento de alta transmissão, quando as ações preventivas de combate à dengue falharam ou não foram adotadas. Algumas vezes, os mosquitos e larvas desenvolvem resistência aos produtos. Sempre que isso é detectado, o produto é imediatamente substituído por outro.





    Admin · 190 vistos · 0 comentários
    Categorias: Primeira categoria, Mensagens
    04 Maio 2012

    Página precedente   ... 17 ... 30, 31, , 32 ... 35 ... 40  Próxima página